IA ajuda no aumento da produtividade até 2025.

A inteligência artificial (IA) está se tornando uma força transformadora em vários setores, alterando a maneira como empresas realizam tarefas e como tocam seus negócios. Um dos benefícios mais notáveis que a IA ajuda no aumento da produtividade até 2025.

É o que dizem os estudos mais recentes sobre o tema. Os dispositivos alimentados por IA, estão fornecendo um volume cada vez maior de informações relacionadas com o desempenho para aumentar o impacto humano no trabalho. Neste artigo, vamos debater como a aprendizagem automática desempenha um papel importante nesse aumento.

1. O Papel da Inteligência artificial na produtividade

A inteligência artificial é um campo multidisciplinar que utiliza algoritmos avançados para imitar a inteligência humana. Com a capacidade de analisar grandes volumes de dados e aprender padrões complexos, a IA oferece oportunidades para melhorar a produtividade em várias indústrias.

2. Aprendizagem automática como motor da produtividade

A aprendizagem automática da IA, permite que sistemas aprendam e melhorem com experiências passadas sem intervenção humana direta. Isso significa que as máquinas podem se adaptar, otimizar processos e fornecer insights, levando a uma produtividade mais eficiente. Um bom exemplo desse tipo de aprendizagem, é a IA da plataforma LMS da Hubchannel. Vamos a um exemplo prático: você vai criar um curso, mas não sabe bem por onde começar, com IA da nossa plataforma, você pode criar modelos de cursos e adaptar ao tipo de curso que você está planejando. Dessa forma você já tem um norte para guiar o seu curso.

3. Automação Inteligente de tarefas repetitivas

A aplicação da aprendizagem automática na automação de tarefas rotineiras libera mão de obra para se concentrar em atividades mais complexas e estratégicas. Nesse caso, a tecnologia pode nos ajudar a melhorar aquilo que já fazemos bem, como promover o bem-estar, praticar a inteligência emocional e promover a criatividade e a formação de equipes, coisas que uma IA ainda não consegue fazer. Isso não apenas acelera processos, mas também reduz erros, resultando em um aumento na produtividade.

4. Desenvolvimento de novas skills

Ainda sobre atividades repetitivas, Neumier diz que a crise de empregos pela qual passamos é, na verdade, de talentos. Segundo ele, cada problema é sintoma de um problema maior: somos incapazes de lidar com desafios não lineares e interconectados.  

Se tudo que é previsível e repetitivo pode ser feito por um robô, o desenvolvimento das meta-habilidades serve para nos proteger da “cascata tecnológica”. Assim, as cinco metaskills a serem desenvolvidas: 

Sentir é uma habilidade para líderes e indivíduos envolvidos em comunicação e negociações. Isso engloba a inteligência emocional, empatia e intuição.

Ver, por outro lado, está associado à pesquisa, planejamento, engenharia e análise. Contudo, vai além da simples observação. Envolve uma abordagem sistêmica, examinando diversos ângulos antes de tomar decisões estratégicas.

Sonhar é o domínio onde profissionais da inovação, empreendedores e artistas convergem. Refere-se à recuperação da capacidade de divagar e imaginar, muitas vezes perdida no mundo digital.

Fazer é uma competência daqueles que constroem qualquer coisa, seja produtos, programas ou outros projetos. Está intrinsecamente ligada à materialização de conceitos.

Aprender, por fim, é uma habilidade necessária para todos. Em um mundo em constante mudança, a capacidade de aprender a aprender torna-se a chave que destranca as portas das outras quatro habilidades, proporcionando um ciclo contínuo de desenvolvimento e crescimento.

5. Otimização de processos com análise de antecedência

Os algoritmos de aprendizagem automática podem analisar dados para prever padrões futuros. Isso permite a antecipação de demandas, otimização e melhor planejamento estratégico, contribuindo diretamente para a eficiência operacional e aumento da produtividade.

6. Personalização e recomendações

A IA utiliza algoritmos de aprendizagem para entender comportamentos individuais, personalizando interações e fornecendo recomendações mais estratégicas. Isso não apenas melhora a experiência do usuário, mas também agiliza a tomada de decisões e a conclusão de tarefas. Imagina o tempo que você vai precisar para fazer uma pesquisa sobre o comportamento individual dos usuários para através disso, tirar insights para uma futura tomada de decisões, o tempo para fazer isso, é infinitamente maior.

Conforme apontado pela pesquisa “Deloitte 2023 Global Human Capital Trends”, mais de 90% dos líderes empresariais consultados reconhecem a importância de empregar tecnologia para aprimorar os resultados do trabalho e o desempenho da equipe em prol do sucesso organizacional. Contudo, apenas 22% desses líderes acreditam que suas organizações estão adequadamente preparadas para efetivamente utilizar a tecnologia com esse propósito.

A inteligência artificial e a aprendizagem automática estão desempenhando um papel fundamental na transformação da produtividade no local de trabalho. Ao automatizar tarefas, otimizar processos e fornecer insights, essas tecnologias têm o potencial de impulsionar um aumento impressionante na eficiência.

À medida que continuamos a abraçar essas inovações, é essencial explorar como podemos integrar de maneira eficaz a IA em nossas operações diárias, preparando-nos para um futuro onde a produtividade atingirá novos rumos.